Todo dia um olhar, uma foto, um lugar. Por que viajar é nosso único patrimônio.

Archive for Fevereiro, 2011

O abandono

 

 

puertonatales (7)

Tem sempre os restos para lembrar-nos, do abandono do passado, do esquecimento da história quando ela ou já não importa ou custa caro.
Puerto Natales – Chile, novembro de 2010.


Pressão

salaratacama (1)

Muito branco, muito seco, muito sal… em 2600m de altitude, e reza a lenda que já foi mar . San Pedro de Atacama – Chile, novembro de 2010


Da janela lateral

puertovaras_thumb[10]

Outro Vulcão, esse de nome Osorno, entardecer aconchegante, tempo e o clima beirando sempre a perfeição, a encomenda do inesquecível.
Puerto Varas – Chile,  novembro de 2010.


De que Cor..

CIMG0641

Sempre pensei o mar de cor azul, era o mais bonito de todos
Algumas vezes  vi  verde esmeralda, maravilhoso. Transparente…
Um vez por dez dias vi um mar violeta, indescritível, inesquecível.
Me supreendi quando num entardecer, velejando, o mar se tingiu de dourado
e descobri que nessa cor o mar é ainda mais fascinante.
Hoje meu mar é dourado…
Mar Egeu – Grécia, agosto de 2008


Happy Hour

 

 

ydra (45)

Eram horas douradas, interminavéis, durante muito tempo coloriram o mar roubando seu azul. Ydra – Grécia, agosto de 2008.


Dias perfeitos

fachinal (6)

Nascem assim desapercebidos, são vividos assim por acaso e ficam perfeitos ao terminar. Facinal – Chile Chico, novembro de 2010.


Rio continua lindo

corcovado (8)

Percorro as ruas da cidade que tenho na alma, no gosto, na saudade e na vontade de nunca mais te perder.
Vista do Corcovado- Lagoa Rodrigo de Freitas, Ipanema, Copacabana – RJ Brasil, novembro de 2009.


Tem uma árvore no meio do caminho

 

JardimBot (2)_thumb[3]

Numa primavera de 35 graus as sombras e o frescor das árvores na primeira visita ao Jardim Botânico – RJ Brasil, novembro de 2009.


Quase perfeito

 

 

Francesqui  03
Ventos contantes, águas transparentes, corais tudo emoldurando a viagem do  “kitesurfistta” que se divertia
com o vento e a velociade, o tempo era inteiro ao seu favor.
Francesqui – Los Roques  Venezuela, janeiro de 2006.


Somente na ilha

 

Korcula-01
Nas entre ilhas croatas tem sempre uma uma surpresa a espera de ser vivenciada intensamente.
Korcula – Croácia, agosto de 2006


Naquele dia

 

 

saogonçalodoriodaspedras (5)

Em que o rio seguiu seu caminho, como se fosse esse seu único destino.
São Gonçalo do Rio das Pedras, MG – Brasil, abril de 2010


Rumo ao Oeste

 

 

02 Porto de Lisboa (12)

Caminhei pelas ruas, praças, momumentos de Lisboa e aqui, observando os imóveis em movimento,
sentados na grama fizemos picnic dos autênticos pasteiszinhos de Belém.
Lisboa – Portugal. outubro de 2006


Moinhos

kioni (5)

Ruinas dos moinhos, na minha ilha predileta, um lugar para morar e um sonho. Kioni – Itaca, Grécia, agosto de 2007


Pelas estradas

025stateresa (1)

Num outono ensolarado, caminhamos sempre por lugares adoráveis, devagar, como tartarugas com o mundo nas costas.
Santa Teresa – Uruguai. maio de 2006


Para hoje

pucon (10)

Para voltar será aqui, se quiser me achar, procure no rastro  que o sol deixou, estarei contando pedrinhas na praia,
como quando se colecionam os bons momentos na memória do coração..
Pucon – Chile,  novembro de 2010.


Tombado pela natureza

 

ilhaanchieta

No presídio em ruínas, nas trilhas a natureza se manifesta verde. Ilha de Anchieta – Brasil. fevereiro de 2008


Não me canso

glaciarpmoreno (9)

De olhar, de rever, de pensar, de lembrar e todo esse azul, de toda esse frio, de tudo que vi, gostei e guardei na memória da alma.
Glaciar Perito Moreno – Argentina, novembro de 2010.


Peças montadas

santiago (76)

A história refletida no futuro. Santiago – Chile, novembro de 2010


Piazza dell’uomo

Lecce (112)

Ao meio dia de sol extraordinário, ganhei uma praça inteira só pra mim, as outras almas simplesmente evaporaram no ar.
Lecce – Itália  setembro de 2010.


Transparente

02curitiba (5)

De mochila nas costas saímos a andando rumo ao sul, onde encontramos lugares, gentes, e outras surpresas.
Inesquecível como cabe à uma viagem com meu filho.
Curitiba – Brasil  abril de 2006.


Trulli

 

alberobello (23)

Casas de pardeses e telhados feitos de pedras, pedras empilhadas, de mais de mil anos, de mais de mil turistas
e ainda assim mil vezes linda, charmosa e simpática.
Alberobello – Itália  setembro de 2010.


Ladeira acima

 

 

matera (8)

Subir ladeiras sem fim, numa cidade estranha, velha demais para se importar com quem por la passasse,
transpirando suas histórias em cada Sassi, em cada pedra.
Matera, Itália – setembro de 2010.


A cor do dendê

ilhadostatus (5)[15]

A Bahia é assim tudo tem côco e dendê , as cores e os sabores delíciosos baiano. Ilha do Tatus, Baia de Camamu – Brasil. janeiro de 2009.


Tirreno

 

 

06 porto ercole (15)[14]

Pequeno e protegido esse simpatico porto recebe seus visitantes com carinho, aqui tudo é perto, só dois passos de qualquer coisa que precise ou queira.
Porto Ercole – Itália . agosto de 2006


Queda d’água

Tororo (26)[5]

Fui no Tororó, buscar água e não achei!
Achei um fio de de água doce caindo no mar.
Tororó – Itaparica. outubro de 2008.


Cercada de montanhas e mar

 

ushuaia (57)

Frio, chuva, vento, neve, cores, mar, tudo junto num lugar que é longe e difícil de chegar mas é impossivel ainda de querer deixar.
Ushuaia – Argentina. dezembro de 2010.


Sob o sol de verão

JardimBot (8)

Caminhar pelas ruas do Rio,  nas sombras, pelos jardins pequenos e tranquilos prazeres que esta cidade oferece.
Jardim Botânico – Rio de Janeiro, Brasil. novembro de 2009.


Os girassois da Argentina

 

salta (29)

As estradas amarelas passavam intermináveis pela janela do carro, eram tanto girassol, que me perdi no malmequer-bemmequer.
Ruta 16 – Chaco Argentina. outubro de 2010.


Tilcara

 

 

Tilcara (68)[4]

As delicadas cores das montanhas e da terra, a luz do sol, tingem as paredes uma vez brancas de toda a vila de Tilcara – Argentina. novembro de 2010.