Todo dia um olhar, uma foto, um lugar. Por que viajar é nosso único patrimônio.

Archive for Outubro, 2011

Alguém tem que ir lá em baixo

 

 

Pisa (4)[4]

Lá em cima moravam alguém que toda vez que terminava de subir a escadaria se lembrava que tinha esquecido de algo lá embaixo.
Pisa – Itália, setembro de 2011.


Lugares Perfeitos

 

 

 

sfranciscoparag (37)

Nesse mesmo dia de hoje há alguns anos, amanheceu perfeito como devem ser os dias de felicidade. Bons momentos são inesquecíveis… 
Rio Paraguaçu – Bahia – Brasil, outubro de 2008.


Um cantinho

 

 


goiosapinho-29

Da sombra das árvores, na preguiça da rede, a paisagem de sonho dos velejadores, Goió – Baia de Camamu – Brasil, janeiro de 2009.


A última cor

 

 

Filettino (26)

Da janela as flores, a teimosia do verão que não quer se despedir. Prédio da Policia florestal de Filettino – Itália, setembro de 2011


Carreteira Austral

 

 

Chilechico (27)

A pequena e colorida cidade às margens do Lago Argentino, tem calçadas de grama com cerca baixa de madeiras e o vento que me acompanha por onde vou.
Chile Chico – Chile, novembro de 2010.


Ao acordar

 

 

pontadocorumbau  (11)

De preguiça na rede, lendo um bom livro, tenho por companhia o mar, meu mar brasilis!! Ponta de Corumbau – Bahia – Brasil, dezembro de 2007.


Porto abandono

 

 

fachinal (9)

O céu que quase toda a água fria do lago, o cais que já recebeu a vida que vinha no movimento das barcas.
Faxinal – Chile Chico, novembro de 2010.


Intenso, nem sempre pacífico

 

 

chanaral

Foi uma impressão de força, de intensidade a primeira vez que  o Pacífico, o outro  oceano dos meus planos, dos meus sonhos.
Chanaral – Chile, novembro de 2010


Outono dourado

 

030colonia (17)
Já era um outono avançado, de frio e chuva, mas insistiam em aquecer a alma da gente. Colônia do Sacramento – Uruguai, maio de 2006    


Basilico

 

ereikoussa (18)

Na espera da hora certa, do vento exato, me regalo um outro entardecer grego perfumado. Merlera – Grécia, agosto de 2011.


Esperando na janela

 

 

fiskardho (10)

Podia ser um cartão postal, mas é um autorretrato,
na deliciosa Fiskardho – Grécia, agosto de 2011


Um cantinho pra dormir

 

 

kerkyra city (30)

Do lado do Castelo, logo depois do Farol, nas águas tranquilas, âncora ao mar e cabos à terra,
tudo pronto para um passeio em terra firme. Kerkyra City – Grécia, agosto de 2011


Estamos indo de volta..

 

gouvia (3)

De fronte meu porto Kerkyra – Grécia, agosto de 2011.


Castelo

 

 

kerkyra city (24)[3]

O sol que ilumina o passeio despreocupado dos turistas, num momento de  observação casual.
Kerkyra –Grécia, agosto de 2011.


Sob os canhões

 

 

012praiadoforte (5)
Caminhamos por horas, pelas ruas e morros da ilha, só para ver o sol no mar. Praia do Forte – Florianópolis – Brasil, maio de 2006.


Fruta no pé

 

trancoso (12)

Na Bahia é assim, tem fruta no pé, nas ruas, nas praças, de frente para o mar. Trancoso – Brasil, novembro de 2007


Quando Veneza se apresenta

 

Venezia M (13)

"Quando eu cheguei a Veneza, descobri que meu sonho havia se tornado, inacreditavelmente, mas simplesmente, meu endereço."
Marcel Proust


Adoro esse farol

 

 

Strombolicchio

Nos penhascos, lá do alto, nasce a luz que mostra o perigo, que marca o caminho. Srombolicchio – Tirreno – Itália, junho de 2010 – foto de Alexandre Israel


Uma luz

 

 

Faro Olbia Alexandre

Adoro faróis, não é segredo, por isso publico aqui um presente do amigo do mar  Alexandre, que me mandou essa linda foto.
Faro Olbia – Sardenha – Itália.


Kala

 

kalami M (10)

Nos primeiros dias tudo é azul e agradável. Até a espera do vento certo!
Baia de Kalami, Kerkyra – Grécia, julho de 2011.


Vida grega

 

 

lakka (77)

Para Angie que  faz niver hoje, te dou de presente lá do alto, as águas transparente da nossa Grécia. Lakka – Gaios, agosto de 2009


Ventos de areias

 

 

lençóis (133)

A areia empurrada pelo vento, vai escorregando até mergulhar nas águas claras e mornas. Lençóis Maranhenses – Brasil, março de 2011.


A cor do deserto

valledaluna (15)

Os caminhos seguem por areias vermelhas que se movem ao ventos, habitante desse deserto. Vale da Lua San Pedro de Atacama – Chile, novembro de 2010


Sol e neve

 

pucon (28)

De repente surge na linha do horizonte, todo branco e soltando fumaça o vulcão VillaRicca.
Pucon – Chile, novembro de 2010


Como bandeiras

 

 

venezia (102)

Sobre as cabeças, as roupas nossas de cada dia, no cotidiano ensolarado da Veneza pouco turística. Itália, setembro de 2011.


Um pequeno lugar

 

 

Lucca (19)

Nas histórias antigas tinha sempre um fosso em torno dos muros do burgo. Aqui não é diferente! Lucca – Itália, setembro de 2011.


A velha casa

 

 

matera (44)

Sombras e sol, antigas escadarias de do passado. Matera – Itália, setembro de 2011.


O desejo sob a ponte

 

 

venezia (183)

Refletindo diagonalmente minhas múltiplas esperanças. Venezia – Itália, setembro de 2011.


Nel blu dipinto di blu

 

 

poglianno M (16)

Uma cidade de coragem, aqui existe um campeonato de salto ornamental dos altos penhascos, mergulham no azul profundo do mar.
E outros preferem se abrigar do sol dentro das cavernas sob a cidade. Polignanno a Mare – Itália, agosto de 2011.


Seguindo um conselho

 

 

Venezia (58)

Caminho até me perder, achando assim outras belezas. Escolho esse  instante e gravo na memória seus detalhes. Venezia – Itália, setembro de 2011.


Na sombra, por favor

 

 

spartochori M (26)
Viajando com Mateus.. endereço: morro acima, # 188, uma pequena vila, tudo simplesmente aconchegante.
Spartochori – Meganisis – Grécia, agosto de 2011.