Todo dia um olhar, uma foto, um lugar. Por que viajar é nosso único patrimônio.

outras viagens

Quando o outono vier

sampaNa janela lateral do nosso quarto. São Paulo – SP -  Brasil, verão de 2014.

Anúncios

Mar de Prata

pontadocorumbau  (11)

Nem acordo, nem saio da rede, vou vivendo na preguiça !  – Ponta do Corumbau – Bahia – Brasil, novembro de 2007


Sob o sol de verão

 

 

ubatuba (3)
O X da questão, Ubatuba – Brasil, dezembro de 2011.


As formas do tempo

 

 

grutasalitre (9)
Esculpidas nas pedras, os alentos do vento. – Gruta do Salitre – Diamantina – Brasil. abril de 2010.


Quando setembro vier

 

 

Venezia M (29)
O Leão Dourado sob o céu de Veneza – Itália, setembro de 2011.


For ever

 

 

tabuleiro (22)

Sempre Viva -  nas colinas, nas trilhas, entre as pedras, nas Minas das Gerais. Tabuleiro – MG –Brasil. abril de 2010.


… lejos

Siena (121)Siena (121)siena (47)Siena (123)

siena (62)Siena (123)Siena M (40)

 

siena (60)siena (47)

Cada pequeno azulejo faz parte da colcha de retalhos,  que  reconta as histórias e emoções “das gentes” de toda parte.
Essas paredes estão em Siena – Itália, setembro de 2011.

Siena (65)


Branco e preto

 

Siena (49)
Nas linhas horizontais o poder crescer verticalmente. Siena – Itália, setembro de 2011.


Um trem de cores

tremparanagua (4)

Cortando o silêncio das matas, as cores berrantes do trem descendo ladeira até o mar. Paranaguá – Brasil, abril de 2006.


Sob o sol de setembro

 

 

 

Roma M (31)Entre as ruinas do passado, a história recontada nos relevos do artista – Roma – Itália, setembro de 2011.


De portas abertas

 

 

Lucca (27)

De dentro dos jardins … Jardim público em  Lucca – Itália, setembro de 2011.


Nas montanhas

 

 

bonecasbonecas2
As bonecas das Gerais – Tiradentes – Brasil, abril de 2007.


Morro abaixo

 

Abr04Sana10

Desce ladeira, corredeira.
Desce rápido e veloz.
Banhar os pés da namoradeira.
Sana – Rio de Janeiro – Brasil, abril de 2004.


Casamento Grego

 

kerkira city M (48)

Talvez seja uma tradição, talvez seja só uma coincidência ou mesmo uma superstição, mas o fato é que os noivos mantém somente um pé no chão.
Kerkira – Grécia, setembro de 2011.


Detalhes Públicos

 

 

Roma (37)

Amigas, na cumplicidade solidária, de companheiras de viagem.
Roma – Itália, setembro de 2011


Sob o olhar desatento

 

alcantara (8)

O abandono namorou o descaso. E a natureza tratou de esquecer essa história. Alcântara – Maranhão – Brasil, abril de 2010.


O tempero que faltava

 

Salarjama (7)

A planície  dos salares, no alto da Cordilheira dos Andes. Uma  altitude e uma paisagem de tirar o fôlego. Salar Jama – Chile, novembro de 2010


A praia

 

 

bisceglie (34)

É estranho para quem nasceu em um país de praias, de areias, maravilhosas, mas quando o calor é muito qualquer praia faz feliz.
Bisceglie – Itália, junho 2010.


Subindo

 

glaciarpmoreno (40)

Flores e cores.. a patagônia se deixando enamorar. El Calafate – Argentina, novembro de 2010.


Do alto, bem longe

 

 

09barradalagoa (12)

Tropeço em pedras, subo o morro, para encontrar a linha do meu horizonte. Florianópolis – Brasil, maio de 2006.


Água mole, pedra dura

 

Abr04 Sana07Tanto insistem, que persistem todo o tempo juntas, apesar das diferenças, das incompatibilidades. Sana – Rio de Janeiro – Brasil, abril de 2004


Hipertensão

 

lagunachaxa (26)

Para temperar a vida uma pedrinha de sal. Laguna Chaxa –San Pedro de Atacama – Chile, novembro de 2010.


Um lugar no meio do caminho

 

posadas (22)
Era para ser uma passagem, mas o destino dos outros fez daqui uma parada inesperada, Iate Clube de Posada – Argentina, outubro de 2010.


Parlamento

 

Athena

Tarde em Atenas – Grécia, agosto de 2008.


Vermelho e Branco

 

01 Cabo da Roca (20)

Da série coleção de Faróis, Cabo da Roca -  Portugal, setembro de 2006.


Sol a Pino

 

 

ubatuba (3)

No meio do caminho, da cidade. Ubatuba – Brasil, dezembro de 2011.


As cores e linhas

 

02curitiba (14)

Podia ser um labirinto, um lago ou um castelo, mas é só a delicada Curitiba – Brasil, abril de 2006.


Podia ser agora

venezia (158)

É bem aqui que desejo estar hoje. Venezia – Itália, setembro de 2011.


Amor ao contrário

Roma M (34)O abandono, a cor ausente, as pedras que repousam ordenadas em meio a cidade, num caos paradoxal do moderno e o histórico. Roma, setembro de 2011


Rojo

santiago (15)

Sem sua força, o vento, a  vermelha bandeira sob o céu azul, jaz silenciosa. Santiago – Chile, novembro 2010.


Outro Farol

 

pontadocorumbau  (3)

Para chegar aqui somente estradas de terra. Pode ser longe.. mas é lindo por toda sua simplicidade. Ponta de Corumbau – Bahia – Brasil, novembro de 2007.


Os azulejos

saoluis (85)

Os velhos casarões, as ruas de pedras, a antiga São Luís do Maranhão – Brasil, março de 2011.


Na inclinação, a vontade

 

Pisa (19)

Cada detalhes, nas curvas, nas linhas, no risco torto da natureza. Pisa – Itália, setembro 2011.


No rastro

 

 

alcantara (96)

As cores e velas do Maranhão,  na baia de São Marcos –São Luís – Brasil, março d 2010.


O velho, o abandono e o moderno

 

diamantina (22)

Para crescer o improviso, para existir o passado, para recomeçar janelas abertas. Diamantina – Minas Gerais, abril de 2010.


águas claras, céu azul

Lagoa esmeralda

Embora seguisse os passos por um momento, mesmo sabendo que o vento apagaria o rasto, ainda assim sai do caminho e mergulhei.
E sem saber para onde ir depois me deixei ficar na tranquilidade verde da Lagoa Esmeralda. Parque Lençóis Maranhenses -  Brasil, março de 2011.


Vermelhos telhados

 

05 Lisboa centro (84)

Da cidade alta, os telhados vermelhos, os palácios brancos. Lisboa – Portugal, outubro de 2006


Seguindo meu caminho

 

DSCN6418

As torres levam toda sua energia para emprestar à Veneza. Fusina – Veneto – Itália, setembro de 2011.


Insiste o verde

 

 

Filettino (21)

No principado das ruas estreitas reina o verde. Filettino – Itália, setembro 2011.


Línguas de fogo

 

 

Pisa (14)Busco na janela do oitavo andar o destino, a história, as contas do passado.
Pisa –Itália, setembro de 2011.


No primeiro momento

 

 

venezia (169)

“O sole, ‘o sole mio, sta ‘nfronte a te, sta ‘nfronte a te!” – Grande Canal – Venezia – Itália, setembro de 2011.


Preferência Internacional

 

firenze (21)

Esse é Davide, perfeito como cabe a uma obra de arte ser. Firenze – Itália, setembro de 2011.


Alguns faróis melhor conhecer por terra

 

pontadocorumbau  (3)

Se avistar do mar esse farol saiba que  deve se afastar de verdade daqui, tem uma longa língua de areia mar a dentro por mais de dez quilômetros.
Ponta de Corumbau – Bahia – Brasil, dezembro de 2007.


Ao acordar

 

 

pontadocorumbau  (11)

De preguiça na rede, lendo um bom livro, tenho por companhia o mar, meu mar brasilis!! Ponta de Corumbau – Bahia – Brasil, dezembro de 2007.


Estamos indo de volta..

 

gouvia (3)

De fronte meu porto Kerkyra – Grécia, agosto de 2011.


O desejo sob a ponte

 

 

venezia (183)

Refletindo diagonalmente minhas múltiplas esperanças. Venezia – Itália, setembro de 2011.


Seguindo um conselho

 

 

Venezia (58)

Caminho até me perder, achando assim outras belezas. Escolho esse  instante e gravo na memória seus detalhes. Venezia – Itália, setembro de 2011.


Na sombra, por favor

 

 

spartochori M (26)
Viajando com Mateus.. endereço: morro acima, # 188, uma pequena vila, tudo simplesmente aconchegante.
Spartochori – Meganisis – Grécia, agosto de 2011.


No meio do caminho

 

 

Mai04 Cunha Parati 02[16]
Entre Cunha e Paraty, na estrada de terra, existem muitos riachos e cachoeiras,
onde as águas correm tranquilas em meio as árvores da Mata Atlântica.
Paraty – Brasil, maio de 2004.


Novo endereço

 

2011-09-19 14.32.53Faça sol, chuva ou vento eu estarei aqui nessas ruas, nas pontes ou nos canais, na cidade sobre as águas. Venezia – Itália, setembro de 2011.