Todo dia um olhar, uma foto, um lugar. Por que viajar é nosso único patrimônio.

Altri

Onde moro

IMG_20140205_192603

“E te vejo refletida em multiplas esperanças” – Marina Bracuhy – Angra dos Reis/ RJ outono 2015.


A lua, quando ela roda é nova..

DSCF8391Por céus e mares, montanhas ou deserto a mesma lua a incontante e fiel..
Ilha do Jorge -  Angra Dos Reis – RJ ,


Cinquecento

Lecce (12)
Uma ou duas paixões.. Lecce – Itália, setembro de 2010.


O sol por cúmplice

 

 

Roma M (59)
As longas sombras do passado debruçadas no presente. Roma – Itália, setembro de 2011.


Tulipas

veneziafusina (3)

Arte em Veneto – Fusina – Itália, setembro de 2012.


E aqui se lançaram ao mar

 

03 torre de Belém (5)

Coragem e atitudes mudam o mundo!! Torre de Belém – Lisboa – Portugal, outubro de 2006


Dentro do quadrado

 

 

BsAs (71)BsAs (72)BsAs (73)
Nem precisa tanta água, tanto espaço para se divertir! – Puerto Madero – Buenos Aires – Argentina, maio de 2006.


Todas as opções

 

 

BsAs (22)

Das cores, das formas, dos materiais, desde jeito desconexo, vai crescendo o charme do Caminito – Buenos Aires -  Argentina, maio de 2006.


Tanto quanto

 

humahuaca (17)

Até o verde é quase marrom, até o sol é quase frio, até a vida é quase bonita. Humahuaca – Argentina, outubro de 2010.


Saudade

antigas (8)Uma homenagem a quem fez possível comemorar esse dia!! – São Paulo – Brasil.


Os tons azuis

 

 

 

torresdelpaine (22)

Azuis nas águas, nas montanhas. no céu. Torres del Paine – Chile, novembro de 2010.


Sítio Forte

 

sitio forte ubatubinha (2)
O sol levantou mais cedo… Ilha Grande – Rio De Janeiro – Brasil, Fevereiro de 2012.


É de comer ?

bracuhy (5)

Todo cogumelo é comestível, alguns.. somente uma única vez! Bracuhy – Brasil, janeiro de 2011.


Conhecer um lugar novo

Siena (7)
É permitir-se  todas as possibilidades de interação,
é quando uma janela entreaberta desperta o olhar  na ponta dos pés.
Siena – Itália, setembro de 2011.


As pedras do caminho

 

alcantara (59)

Era o passado recontado no eco do destino que ficou no silêncio. Alcântara –  Brasil, abril de 2010.


Ao passado a praça e a história

 

 

Siena (84)E no meio de tanta gente, a essa mesma história transcorria indiferente. Siena – Itália, setembro 2011.


Deslizando sobre o azul

 

fetch (1173)

E seguem as gotas o caminho  da velocidade. Lefkadas – Grécia, agosto de 2007.


Boleteria

 

 

 

BsAs (10)

Enormes arcos a estação de trens de Buenos Aires – Argentina, maio 2006.


As velas do Delta do Parnaíba

delta (8)

Levada pela correnteza e o vento constante, a canoa à vela segue na lida dos pescadores, seguida pelas gaivotas.
Delta do Parnaíba – Tutóia – Brasil, abril de 2011.


Detalhes Públicos

 

 

Roma (37)

Amigas, na cumplicidade solidária, de companheiras de viagem.
Roma – Itália, setembro de 2011


Longe de casa, hoje

 

YahganAquarela07

Pra viajar  levei minha casa para outros mares, perdi algumas coisas, outras deixei no fundo do mar,
mas o melhor de tudo foi o que encontrei no meu caminho. Barra do Riacho – Espirito Santo – Brasil, março de 2003.


Feliz Niver, Tico!

 

bracuhy2007 (59)

Tartarugas ninjas, meus hospedes adoráveis no Aquarela no verão de 2007. Angra dos Reis – Brasil


O mais bonito

 

torresdelpaine (36)

Guardo na memória as cores, o frio, os detalhes do meu parque favorito. Torres del Paine – Chile, novembro de 2010.


Para meu irmão

 

Amanda-1114

Um olhar para o futuro!!! Feliz tudo pra você!


Seguindo os passos

 

serro (9)

Tem sempre um morro pra subir em Minas Gerais, Serro Brasil, abril de 2010.


Dubrovnik

 

 

 


Dubrovnik-16[7]

Uma cidade de origem  veneziana, cercada de muros altos, toda de mármore. Dubrovnik,  agosto de 2006.


Pukaraquitor

 

pukaraquitor (2)

Entre as montanhas do Deserto de Atacama uma ilha verde. San Pedro de Atacama – Chile, novembro de 2010.


Para Gabi

 

venezia (167)
“ wake me up, when september ends”. Veneza – Itália, setembro de 2011.


Mergulho macio

corcovado (11)

O Rio se esconde sob esse macio lençol de nuvens, brinca de esconder, para os olhos curiosos dos turistas. Rio de Janeiro – Brasil, novembro de 2009.


Às vésperas da felicidade

 

 

cachoeiraintancado (9)

Águas claras, pedras escuras. Outono das Gerais. Cachoeira do Intancado – Cabeça de Boi – Minas Gerais –Brasil, abril de 2010.


Por acaso um lugar

 

 

025stateresa (26)

Caminhando por horas, com mochila nas costas, como tartarugas, encontramos nosso primeiro destino. Santa Teresa – Uruguai, maio de 2006.


Minha Grécia

 

 

2011-07-28 20.14.10

Continuo amando esse país assim por causa dos recantos. Ereikoussa – Grécia, julho 2011.


Flor branca


JardimBot (22)[7]

Tardes de passos distraídos no Jardim Botânico – Rio de Janeiro – Brasil, novembro de 2009.


História aos poucos

 

athina (15)

Aos pés, adormecido, o passado. O início de uma paixão, minha Atenas – Grécia, agosto de 2008


No meio da cidade um jardim

Lucca (41)

Verde e florido como cabe a um jardim a sua existência. Lucca – Itália, setembro de 2011.


Demorei tanto pra chegar

 

 

tabuleiro (18)Vi uma água que procurava seu caminho nas pedras, um lago negro e frio. Um caminho longo, num banho gelado.
Cachoeira do Tabuleiro – Minas Gerais – Brasil, abril de 2010.


Paliteiro

0708lefkas (42)

Logo de manhã, no espelho d’água a Grécia acorda devagar. Lefkas – Grécia , agosto de 2004.


Nas cores, Aquarela

 

 

Aquarela em Itaparica01

Lua cheia entre as linhas do meu destino! Itaparica – Bahia – Brasil, janeiro de 2003.


Era noite ou perto disso

 

ushuaia (33)
As montanhas cercam e limitam a cidade, sua neve guarda, eternamente, a memória do frio patagônico. Ushuaia – Argentina, novembro de 2010.


As formas tênues do deserto

valledaluna (20) No alto da Cordilheira dos Andes, o movimento dos grãos de areia vermelha dão forma, cor e intensidade no Valle da Luna.
Deserto do Atacama – Chile  novembro de 2010.


De encontro com o mar

 

 

cachoeiratremenbé (20)

As águas doces mergulham e se misturam no mar da Baia de Camamu – Cachoeira Veneza – Maraú – Brasil,  janeiro de 2009


Do alto

 

 

ereikoussa L (6)

Na despedida da última noite, na última ilha grega, no fim do verão. Ereikoussa – Grécia, agosto de 2011.


Saudade do seu olhar

 

 

025stateresa (81)
Prata é a cor que o Atlântico tem quando caminhamos, no outono, rumo ao sul . Santa Teresa – Uruguai, maio de 2006.


A última cor

 

 

Filettino (26)

Da janela as flores, a teimosia do verão que não quer se despedir. Prédio da Policia florestal de Filettino – Itália, setembro de 2011


Carreteira Austral

 

 

Chilechico (27)

A pequena e colorida cidade às margens do Lago Argentino, tem calçadas de grama com cerca baixa de madeiras e o vento que me acompanha por onde vou.
Chile Chico – Chile, novembro de 2010.


A cor do deserto

valledaluna (15)

Os caminhos seguem por areias vermelhas que se movem ao ventos, habitante desse deserto. Vale da Lua San Pedro de Atacama – Chile, novembro de 2010


Como bandeiras

 

 

venezia (102)

Sobre as cabeças, as roupas nossas de cada dia, no cotidiano ensolarado da Veneza pouco turística. Itália, setembro de 2011.


Tão longe

 

 

DSCN1068[8]

O mar e a areia vivem como uma parceria de achar e se deixar esconder pelas águas, pelas ondas.
Ponta de Corumbau – Brasil, novembro de 2009.


Pela estrada a fora

 

 

Kalami0 (2)

Encontro sempre o azul, o mar. Kalami – Kerkyra – Grécia, julho 2011.


Minha canoa vai sair pro mar

 

 

barreirinhas (21)

Depois da chuva o pescador sai pelo rio até o mar, mistura as cores de cheiros do mundo das águas. Rio Preguiça – Maranhão – Brasil,  março de 2011.